QUESTIONÁRIOS SOBRE ALIMENTAÇÃO, BEBIDAS E SOBREMESAS

Convidamos todos, de todas as idades, e de todo o mundo, a responderem aos nossos questionários.

É fácil responder! Aqui: COMIDAS. Aqui: BEBIDAS. Aqui: FRUTAS e SOBREMESAS.

NÃO DEIXES DE RESPONDER, NÃO DEIXES DE COLABORAR!

Muito obrigado por toda a colaboração!

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Exemplares da evolução humana, apanhados em Burgos

À porta do Museu da Evolução Humana, em Burgos. Nós chegámos à hora que nos mandaram. Eles lá no museu é que não cumpriram com o combinado. A nossa guia na visita aos vários setores das exposições redimiu o mau começo da visita, foi simpática connosco. E foi competente.





quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Encontro em Ermua diário de bordo, 29set2011

Hoje o dia foi dedicado a Bilbau. Cidade magnífica, que nos foi muito agradavelmente apresentada pela Carmen e pelo Luís.
A professora Carmen, diretora pedagógica do Colégio San Pelayo faz anos amanhã.
Vamos fazer-lhe ainda hoje uma pequena celebração... depois do casamento que fizemos ontem à professora Monika, de Rzeszów, da Polónia.
Depois trazemos para aqui algumas fotografias.
Amanhã partiremos para Burgos.

Comenius em Ermua, foto de grupo

Nesta fotografia estão quase, quase, quase todos os participantes.
A fotografia foi tirada em Bilbo (Bilbau), antes de começarmos a visita à cidade.

Da Puente Colgante, em Portugalete, até à praia de Ereaga

Depois de experimentarmos a puente colgante (Puente Vizcaya) de Portugalete, fomos à praia de Ereaga. O nosso parceiro de Agen, o Pierre, parece estar aqui cheio de energia, já com marcas da praia e da sua areia.
Não queremos deixar de chamar a atenção para o facto de a Puente Colgante faz parte do Património Mundial da UNESCO.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Conhecer a língua basca, no fundo, uma diferença ainda não explicada

Contribuição para um dicionário visual da língua basca.
Enquanto os cientistas das línguas humanas continuam sobrecarregados de dificuldades para explicar onde e como surgiu a língua basca, aqui se deixa uma pequena contribuição para um breve dicionário español - euskara.
Pegaram-se alguns dos avisos expostos nas portas e nas salas do Colegio San Pelayo.










Encontro Ermua - diário de bordo, 28set2011 / 02

INCORRETO!... BATOTA!...

CORRETO!... 

INCORRETO!... BATOTA!...

CORRETO!...

Encontro Ermua - diário de bordo, 28set2011

Os nossos amigos professores do Colégio San Pelayo têm afixado numa das paredes da sala de professores  a seguinte citação de Saramago. Sem mais palavras.

Jogos com limitações sensoriais e motoras específicas

Estão a ver como é?...
Muito bem.
Mas, atenção!...
Agora é só com um braço! Não vale fazer batota!...
Pronto, está bem, sem olhos vendados.



Reunião de preparação do próximo encontro, em Agen

Antes de reunirem todos os alunos no pavilhão gimnodesportivo do complexo residencial onde pernoitámos em Ermua (verdadeiramente, nós não pernoitávamos em Ermua, mas na povoação vizinha de Eibar), para as atividades da manhã, os professores reuniram para fazerem o primeiro esboço das atividades do encontro em Agen, na França, em maio de 2012.



Ermua - Para mais tarde recordar, 01

Uma das fotografias da praxe, os professores participantes no encontro Comenius em Ermua, no final da sessão de boas-vindas na sede da municipalidade, sendo o nosso anfitrião o próprio alcaide de Ermua.


Momento alto das atividades do dia 27, quando os alunos começaram a trabalhar "a sério". O grupo da Eça de Queirós saudou os jovens dos outros países participantes com uma pequena coreografia desportiva, a apelar à boa disposição, ao empenho e aos objetivos do projeto. A seguir, os jovens portugueses ajudaram os outros jovens a fazerem com eles a saudação. Foi um momento muito bonito! E parece que o bichinho vai pegar...


terça-feira, 27 de setembro de 2011

Encontro em Ermua - diário de bordo, 27 de setembro

(apontamento a completar)
O dia correu muito bem, os nossos alunos estiveram extraordinários a participar em todas as atividades propostas, mas não só! Também foram excelentes animadores dos tempos de descanso e de convívio sem trabalho.
Que orgulho deixaram hoje em nós!
Em breve vos contaremos pormenores.
Há algumas pequeninas marcas físicas nalguns deles, mas o que seria de esperar se o tema principal é a atividade físíca? Para já, o pessoal percebeu que o jogo da "pelota basca" não é nenhuma pêra doce!... Houve gente a queixar-se mesmo das dores nas mãos. Mas só lá se meteu quem quis!...

Euskal pilotarean, pelota vasca, pelota basca

Um dos momentos mais altos do Comenius em Ermua. O contacto direto com uma diferença fascinante, que logo ali foi partilhada com estudantes e professores.


Na fotografia seguinte, o monitor, um estudante de engenharia, cheio de vontade de chegar ao mundo do trabalho, saúda, como manda a tradição, um adversário que se reconhece ter tido uma prestação desportiva especialmente boa.



segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Encontro em Ermua - a receção oficial às escolas participantes

Como bem salientou a professora Cláudia Minderico, a razão porque só vimos o Sol a aparecer às 8h13, quando o esperaríamos bem mais cedo, deveu-se ao facto de estarmos, nessa alutra, bem acima do nível do mar, com cadeias montanhosas no horizonte.
Pouco mais de duas horas depois, às 10h20, chegámos a Ermua e fomos calorosamente recebidos pelos nossos parceiros desta povoação basca, tanto pelos professores, como pelos alunos.


Ao almoço, serviram-nos uma sopa de lentilhas, que não entra na alimentação habitual de nenhum dos membros da delegação portuguesa.

À tarde, fizemos a nossa apresentação oficial, na primeira sessão de trabalho, logo a seguir a um trabalho apresentado pela escola anfitriã.
Como justificámos na altura, dado que tínhamos já apresentado a escola e a nossa cidade nos encontros anteriores, desta vez resolvemos apresentar a nossa Língua, a Língua Portuguesa. O vídeo foi muito bem recebido; foi mesmo o único trabalho original apresentado nesta sessão. Está aqui: http://www.youtube.com/watch?v=YYqRVzR1ZTU
Não podemos deixar de notar o orgulho e a satisfação dos jovens estudantes de Ermua quando viram projetado, perante todos, um trabalho que já conhecíamos dele, mas que, apresentado "em casa", ao pé dos outros parceiros Comenius, teve um impacto muito especial.
Numa aula que aconteceu espontaneamente antes da abertura oficial do encontro, desencadeámos a construção de um dicionário quadrilingue (basco, castelhano, francês e português), que, tudo indica nesse sentido, vai ser continuado num ateliê de trabalho, já a partir de amanhã, e a que se juntarão mais dois idiomas: o eslovaco e o crioulo.

P.S., já agora, uma informação engraçada: quando nos entregaram as chaves dos quartos da residencial universitária onde vamos ficar a dormir, informaram-nos que é obrigatório deixar, TODOS OS DIAS, a cama feita, logo pela manhã. E esta, eih?... Cá para mim, desconfio que será a primeira vez que tal acontecerá a alguns dos nossos alunos... Ora cá está um exemplo - inesperado, é certo - de uma aprendizagem proporcionada pelo Comenius.

Encontro em Ermua - diário de bordo, a passagem por Santiago de Compostela

Correu bastante bem a peregrinação a Santiago de Compostela.
Começámos a marcha em Escravitude e foi com alguma emoção que identificámos, a pouco mais de três quilómetros da Catedral, marcas em pedra, como que vindas de um distante passado e eternizando-se na força do granito, assinalando o caminho português para Santiago.
Chegámos à Catedral por volta das 18h30 e meia hora depois iniciámos a visita aos telhados do magnífico tempo religioso. Tínhamos iniciado a caminhada às 13h50, hora de Espanha.
Por volta das 10 horas da noite tomámos todos um banho quente reconfortante e retemperador nos balneários que o seminário menor de Santiago de Compostela disponibiliza aos peregrinos (custa, cada banho, 3 euros, o que nos parece um pouco caro). e mesmo ao tocar das badaladas da meia-noite iniciámos a longa viagem para Ermua.

domingo, 25 de setembro de 2011

Senhor peregrino, isso é batota!...

No caminho para Santiago de Compostela.
Palavras para quê?... Como há muito se diz, uma imagem vale mais que mil palavras.
A haver uma legenda, bastaria assim: BATOTA!...

A peregrinação a Santiago de Compostela em 6 imagens

Depois de chegarmos a Lisboa, assim que haja tempo, se fará um vídeo de reportagem da peregrinação a Santiago de Compostela. Por agora, deixamos agora aqui meia dúzia (mas meia dúzia mesmo!) de fotografias da peregrinação.






Madrugar, a caminho de Santiago de Compostela

O sol vai nascer daqui a uma hora. Praticamente à mesma hora, em Viana do Castelo e em Santiago de Compostela.
Neste momento, os sons mais evidentes são do próprio computador em que estou a escrever este apontamento e de alguns automóveis na rua. Cá dentro, alguém ressona, alguém faz as suas lavagens matinais; o resto é o silêncio de quem se deixou vencer tardiamente pelo sono.
Vamos tomar o pequeno-almoço às 08h00, e partiremos logo de seguida. Ainda não sabemos se as coisas (tempo, horas previsíveis de trabalho do motorista - o sr. Bruno Ramalho, de Reguengos de Monsaraz -, etc.) se conjugarão para podermos subir lá acima, a Santa Luzia.
As previsões meteorológicas para Santiago de Compostela são de tempo ameno, talvez alguns pinguinhos de chuva, com temperaturas entre os 15 e os 23 graus.
O trabalho de reflexão de ontem à noite correu bem. Alguns dos textos produzidos serão oportunamente publicados como comentários à carta de Abraham Lincoln. Por agora, deixámos apenas um aqui no blogue, a título de exemplo, no apontamento anterior, junto às fotografias.

sábado, 24 de setembro de 2011

Encontro em Ermua - diário de bordo, 24 de setembro de 2011

São 20h55. O pessoal sentou-se por volta das sete e meia da tarde para um muito simpático e bem cavaqueado jantar nas instalações do seminário menor carmelita de Viana do Castelo.
Chegámos a Viana por volta das cinco e meia da tarde.
Como podem ver, antes dos carmelitas, chegámo-nos aos jesuítas.

A viagem correu bem, o tempo de viagem passou sem que parecesse fastidioso e aborrecidamente lento. Estamos entusiasmados com a saudação que estamos a preparar para apresentar aos nossos parceiros Comenius. Vai ser estreia absoluta!

Agora, tirando o relator (que já de seguida se juntará aos outros membros do grupo), foram todos para o centro de Viana. Alguns estão a tentar ver os golos do Sporting.
Às 22h30 vamos juntar-nos outra vez, aqui no seminário, para concluirmos o trabalho de reflexão que iniciámos na viagem, com a leitura da carta de A. Lincoln que já publicámos neste blogue.




A título de exemplo, um dos alunos, pegou na frase "Ensine-o a ouvir todos, mas, na hora da verdade, a decidir sozinho." e escreveu o seguinte:
"O que quer pedir é para preparar o filho para os obstáculos da vida. Porque na vida tudo tem um sentido, nada acontece por acaso. A vida nem sempre é fácil, nem sempre é como queremos, por isso temos de nos preparar para tudo, para o bem e para o mal."

Carta de Abraham Lincoln ao professor do seu filho

Em boa hora, a minha querida colega Elisa fez-me chegar, por email, esta carta, que vou hoje ler aos alunos, na viagem de Lisboa para Viana do Castelo. Muito obrigado, Elisa! É um grande contributo para este blogue e vem mesmo a talhe de foice! Um grande beijinho!

1830
CARTA DE ABRAHAN LINCOLN AO PROFESSOR DO SEU FILHO:
(o original, em inglês, está logo a seguir a esta tradução)

      "Caro professor, ele terá de aprender que nem todos os homens são justos, nem todos são verdadeiros, mas por favor diga-lhe que, para cada vilão há um herói, que para cada egoísta, há também um líder dedicado, ensine-lhe por favor que para cada inimigo haverá também um amigo, ensine-lhe que mais vale uma moeda ganha que uma moeda encontrada, ensine-o a perder, mas também a saber gozar da vitória, afaste-o da inveja e dê-lhe a conhecer a alegria profunda do sorriso silencioso, faça-o maravilhar-se com os livros, mas deixe-o também perder-se com os pássaros no céu, as flores no campo, os montes e os vales.
      Nas brincadeiras com os amigos, explique-lhe que a derrota honrosa vale mais que a vitória vergonhosa, ensine-o a acreditar em si, mesmo se sozinho contra todos.
      Ensine-o a ser gentil com os gentis e duro com os duros, ensine-o a nunca entrar no comboio simplesmente porque os outros também entraram.
      Ensine-o a ouvir todos, mas, na hora da verdade, a decidir sozinho, ensine-o a rir quando estiver triste e explique-lhe que por vezes os homens também choram.
      Ensine-o a ignorar as multidões que reclamam sangue e a lutar só contra todos, se ele achar que tem razão.
      Trate-o bem, mas não o mime, pois só o teste do fogo faz o verdadeiro aço, deixe-o ter a coragem de ser impaciente e a paciência de ser corajoso.
      Transmita-lhe uma fé sublime no Criador e fé também em si, pois só assim poderá ter fé nos homens.
      Eu sei que estou pedindo muito, mas veja o que pode fazer, caro professor."
                    Abraham Lincoln, 1830

Abraham Lincoln's letter to his son's teacher

He will have to learn, I know, 
that all men are not just,
all men are not true.
But teach him also that 

for every scoundrel there is a hero;
that for every selfish Politician, 

there is a dedicated leader...
Teach him for every enemy there is a 

friend,

Steer him away from envy,
if you can,
teach him the secret of
quiet laughter.

Let him learn early that 

the bullies are the easiest to lick... Teach him, if you can,
the wonder of books... 
But also give him quiet time 
to ponder the eternal mystery of birds in the sky,
bees in the sun, 
and the flowers on a green hillside.

In the school teach him 

it is far honourable to fail 
than to cheat... 
Teach him to have faith 
in his own ideas, 
even if everyone tells him 
they are wrong... 
Teach him to be gentle 
with gentle people, 
and tough with the tough.

Try to give my son 

the strength not to follow the crowd 
when everyone is getting on the band wagon... 
Teach him to listen to all men... 
but teach him also to filter 
all he hears on a screen of truth, 
and take only the good 
that comes through.

Teach him if you can, 

how to laugh when he is sad...
Teach him there is no shame in tears, 

Teach him to scoff at cynics 
and to beware of too much sweetness... 
Teach him to sell his brawn 
and brain to the highest bidders 
but never to put a price-tag 
on his heart and soul.

Teach him to close his ears 

to a howling mob 
and to stand and fight 
if he thinks he's right. 
Treat him gently, 
but do not cuddle him, 
because only the test 
of fire makes fine steel.

Let him have the courage 

to be impatient... 
let him have the patience to be brave. 
Teach him always 
to have sublime faith in himself, 
because then he will have 
sublime faith in mankind.

This is a big order,

but see what you can do... 
He is such a fine fellow, 
my son!

Bom dia, pessoal da Eça de Queirós!

Vá lá, malta, uma ajudinha para os registos nos vossos diários de bordo:
O Sol hoje nasceu às 07h24. Apareceu sobre a linha do horizonte, mas foi só mesmo um bocadinho! Foi o tempo suficiente para pedir-me que vos dissesse que nos deseja uma boa viagem, com muita alegria, com muito convívio, com muita amizade. Ainda teve tempo para dizer que o programa está bom, que vamos aprender muito e que não nos esqueçamos de tirar muitas fotografias e de escrever as coisas engraçadas que nos acontecerem nesta semana em Espanha. A seguir foi logo tapado pelas nuvens, mas ainda teve tempo de dizer que vai aparecer-nos mais longo, para nos dar um caloroso abraço. Quando estivermos todos juntos.